quinta-feira, 6 de novembro de 2008

O filho do Eterno no Tanakh



Você já sabe que o Eterno, nosso D'us tem um filho? E você já sabe também como se chama esse filho?

Infelizmente nesse mundo que vivemos há um número reduzidíssimo de pessoas que realmente são esclarecidas sobre esse assunto. Pensando nisso, resolvemos expor aqui, algumas poucas, das muitíssimas profecias que tratam da pessoa do Filho do Eterno nas Escrituras, mais especificamente no תנ"ך, Tanakh:

מי עלה־שמים וירד מי אסף־רוח בחפניו מי צרר־מים בשמלה מי הקים כל־אפסי־ארץ מה־שמו ומה־שם־בנו כי תדע

"Quem subiu ao céu e desceu? quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas no seu manto? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho? Certamente o sabes!"
Mishley, Provérbios 30: 4.

כי־ילד ילד־לנו בן נתן־לנו ותהי המשרה על־שכמו ויקרא שמו פלא יועץ אל גבור אביעד שר־שלום

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo esta sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, D'us Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz."
Yeshayah 9:5, Isaías 9: 6.


relojes web gratis



Data e hora local em Israel




ואני נסכתי מלכי על־ציון הר־קדשי אספרה אל חק יהוה אמר אלי בני אתה אני היום ילדתיך שאל ממני ואתנה גוים נחלתך ואחזתך אפסי־ארץ תרעם בשבט ברזל ככלי יוצר תנפצם ועתה מלכים השכילו הוסרו שפטי ארץ עבדו את־יהוה ביראה וגילו ברעדה נשקו־בר פן־יאנף ותאבדו דרך כי־יבער כמעט אפו אשרי כל־חוסי בו

"Eu tenho estabelecido o meu Rei sobre Sião, meu santo monte. Falarei do decreto do Senhor; ele me disse: Tu és meu Filho, hoje te gerei. Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e as extremidades da terra por possessões.Tu os quebrarás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro. Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixe-vos instruir, juízes da terra. Servi ao Senhor com temor, e regozijai-vos com tremor. Buscai a pureza em vosso comportamento para que Ele não se ire, e pereçais no caminho; porque em breve se inflamará a sua ira. Bem-aventurados todos aqueles que nele confiam." Tehilim, Salmo 2: 6-12.

לדוד מזמור נאם יהוה לאדני שב לימיני עד־אשית איביך הדם לרגליך
נשבע יהוה ולא ינחם אתה־כהן לעולם על־דברתי מלכי־צדק

"Disse o Eterno ao meu Senhor (MASHIACH): Assenta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés. Jurou o Eterno e não se arrependerá: Tu (MASHIACH) és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque." Tehilim, Salmo 110:1, 4.

נבזה וחדל אישים איש מכאבות וידוע חלי וכמסתר פנים ממנו נבזה ולא חשבנהו
אכן חלינו הוא נשא ומכאבינו סבלם ואנחנו חשבנהו נגוע מכה אלהים ומענה והוא מחלל מפשענו מדכא מעונתינו מוסר שלומנו עליו ובחברתו נרפא־ לנו
כלנו כצאן תעינו איש לדרכו פנינו ויהוה הפגיע בו את עון כלנו נגש והוא נענה ולא יפתח־פיו כשה לטבח יובל וכרחל לפני גזזיה נאלמה ולא יפתח פיו מעצר וממשפט לקח ואת־דורו מי ישוחח כי נגזר מארץ חיים מפשע עמי נגע למו

"Era desprezado, e rejeitado dos homens; homem de dores, e experimentado nos sofrimentos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e não o reputávamos por aflito, ferido de D’us, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca. Pela opressão e pelo juízo foi arrebatado; e quem dentre os da sua geração considerou que ele fora cortado da terra dos viventes, ferido por causa da transgressão do meu povo?" Yeshayah, Isaías 53: 3-8.

ויהוה חפץ דכאו החלי אם־תשים אשם נפשו יראה זרע יאריך ימים וחפץ יהוה בידו יצלח מעמל נפשו יראה ישבע בדעתו יצדיק צדיק עבדי לרבים ועונתם הוא יסבל לכן אחלק־לו ברבים ואת־עצומים יחלק שלל תחת אשר הערה למות נפשו ואת־פשעים נמנה והוא חטא־רבים נשא ולפשעים יפגיע

"Todavia, foi da vontade do Senhor esmagá-lo, fazendo-o enfermar; quando ele se puser como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias, e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos. Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo justo justificará a muitos, e a iniqüidade deles levará sobre si. Pelo que lhe darei o seu quinhão com os grandes, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma até a morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e pelos transgressores intercedeu." Yeshayah, Isaías 53: 10-12.

הנה אל ישועתי אבטח ולא אפחד כי־עזי וזמרת יה יהוה ויהי־לי לישועה ושאבתם־מים בששון ממעיני הישועה

"Eis que D’us é a minha salvação; eu confiarei e não temerei porque o Senhor, sim o Senhor é a minha força e o meu cântico; e se tornou a minha salvação. Portanto com alegria tirareis águas das fontes da salvação." Yeshayah, Isaías 12: 2, 3.

הנה יהוה השמיע אל־קצה הארץ אמרו לבת־ציון הנה ישעך בא הנה שכרו אתו ופעלתו לפניו

"Eis que o Senhor proclamou até as extremidades da terra: Dizei a filha de Sião: Eis que vem o teu Salvador; eis que com ele vem o seu galardão, e a sua recompensa diante dele." Yeshayah, Isaías 62: 11.

לכן יתן אדני הוא לכם אות הנה העלמה הרה וילדת בן וקראת שמו עמנו אל

"Portanto o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará a luz um filho, e será o seu nome Imanu'el, Emanuel."
Yeshayah, Isaías 7: 14.

Todas as referências expostas anteriormente foram reveladas pelo Eterno aos seus servos e profetas há mais de seis séculos antes da era comum. Depois disso, o Senhor enviou o anjo Gabriel à uma virgem comprometida com um homem descendente do rei David, chamado Yosseph (José). A virgem se chamava Miriam (Maria), a qual também tinha como ascendente o rei David. Eis aí o texto que relata esse acontecimento:

"O anjo entrou onde ela estava e disse;... Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Yeshua. Ele será grande e será chamado filho do Altíssimo; o Senhor D’us lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó; seu reinado não terá fim. Então Miriam perguntou ao anjo; como acontecera isto, visto que não conheço varão? O anjo lhe respondeu; o Ruach ha Shem, o Espírito do Eterno descerá sobre ti e o poder do Altíssimo te envolverá com sua sombra. Assim, o Santo (HaCodesh) que de ti há de nascer será chamado filho de D'us (Ben Elohim)." (Lucas 1: 26-35).

O termo hebraico Yeshua significa SALVADOR, por isso mesmo um anjo apareceu em sonho a Yosseph, o qual veio a ser o marido de Miriam, explicando o porque do nome: PORQUE ELE (YESHUA) SALVARÁ O SEU POVO DOS SEUS PECADOS. (Mateus 1: 21).

E com isso concorda o תנ"ך, Tanakh, no livro do profeta Yeshayah (Isaías) no capítulo doze e versos dois e três: HINE EL YESHUATY, eis que D’us (EL) é a minha Salvação, em outras palavras, eis que a minha Salvação é EL (singular de ELOHIYM, que significa divino) isto é, o meu Yeshua é divino.

E ainda no verso dois diz: YA ADONAY VAYEHY LY LYSHUAH, o Senhor se tornou minha Salvação, ou meu Yeshuah, pois Yeshua veio no Nome de Adonay. "Baruch ha ba be Shem Adonay!" (Tehilim, Salmos 118:26).

Nota:

"O termo hebraico יְשׁוּעָ , yeshu'a significa salvador enquanto esse outro termo יְשׁוּעָה , yeshu'ah significa salvação."

E no versículo três diz: USHAVTEM-MAYM BESSASSON MIMAAYENEY HAYESHUAH, que quer dizer: e vós tirareis água com alegria das fontes da salvação (yeshuah). Yeshua disse; "se alguém tem sede, venha a mim e beba." (João 7: 37).

E conversando com uma mulher samaritana, Yeshua disse: "qualquer que beber desta água (referindo-se a água do poço de Jacó) tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna." (João 4:13, 14).

Ainda sobre a profecia do profeta Yeshayahu (Isaías) no capítulo 7 (sete) e verso 14 (quatorze), na qual foi dito que a virgem daria à luz um filho:

"portanto o mesmo Senhor (Adonay) vos dará um אוֹת, 'ot, sinal; eis que הָעַלְמָה (ha 'almá) A VIRGEM conceberá e dará à luz um filho, e será o seu nome IMANU EL ou Emanuel.", que quer dizer D’us conosco.

Nas Escrituras esse termo hebraico אוֹת, 'ot (sinal) quase sempre é usado para referir-se a um milagre de D'us, que nesse caso é o milagre de uma virgem ter dado à luz um filho, sem que a mesma nunca tenha coabitado com homem algum.

Eis aqui um estudo sobre o significado do termo hebraico KABALAH, no qual se faz referência a essa profecia de Yeshayahu sobre a virgem que conceberia o Mashiach por um ato milagroso de D'us, através do Seu Ruach.

O termo hebraico עַלְמָה (almá), usa-se tanto para referir-se a uma jovem senhora, como também para uma virgem ou moça que nunca tenha tido relações sexuais. Porém o que caracteriza ser uma virgem ou uma moça, é o fato do Senhor dizer que seria um אוֹת, 'ot, sinal ou um milagre, pois para uma jovem senhora não seria um milagre ou sinal de D’us e sim uma coisa normal dar à luz um filho. Já para uma moça que nunca conheceu homem, sim.

Portanto, a palavra hebraica עַלְמָה, "almá", traduzida por ‘virgem’ em Yeshayahu, Isaías 7:14, e em três outras passagens, significa etimologicamente uma jovem, virgem ou não - mas, de fato, emprega-se de um modo restrito a respeito de uma virgem.

Os tradutores da Versão dos Setenta na trasladação de "almá" empregaram a palavra παρθενος, "parthenos", que é quase sempre usada a respeito de virgens.

עַלְמָה , almá = παρθενος, parthenos, virgem.

O texto dos Setenta é, porém, um testemunho precioso da interpretação judaica antiga, que seria consagrada no livro de Matetiahu, Mateus 1:23, o qual fala do anúncio da concepção virginal de Yeshua ha Mashiach.

Esse termo hebraico עַלְמָה, "almá" aqui traduzido por virgem é encontrado também em Gn. 24:43; Êx. 2:8; Sl. 68:25; Pv. 30:19; Ct. 1:3; 6:8, e em todas estas passagens significa uma jovem solteira e casta.

O Eterno dá um sinal ao rei Acaz.

Uma profecia com duplo sentido:

Para os dias de Acaz e em alusão ao Messias, o qual nasceria num futuro distante.

O sinal que o rei Acaz recusou pedir, no entanto, foi dado a ele por D'us, conforme Yeshayahu, Isaías deixou registrado em seu livro no capítulo 7:10-16). É o nascimento de um menino cujo nome, Emanuel, isto é, "D'us conosco" (cf. 8:8,10) é literal, muito embora também seja profético, mesmo que Isaías tenha em vista, de imediato, o nascimento de um filho de Acaz, por exemplo, Ezequias (o que parece provável a despeito das incertezas da cronologia, e que o texto grego, da Septuaginta aparenta haver compreendido lendo, v. 14, "tu lhe darás o nome..."), pressente-se, pela solenidade dada ao oráculo e pelo forte significado do nome simbólico posto ao menino, que Isaías entrevê nesse nascimento real, para além das presentes circunstâncias, uma intervenção de D'us com vista ao reino messiânico definitivo. A profecia do Emanuel ultrapassa deste modo sua realização imediata, e foi legitimamente que os talmidim de Yeshua (Mt. 1:23 citando Is. 7:14; Mt. 4:15,16 citando Yeshayah, Is. 8:23; 9:1,2) e depois toda a tradição messiânica, nela reconheceram o anúncio do nascimento de Yeshua ha Mashiach.

Mas esse termo hebraico אוֹת, 'ot (sinal) do verso 14 (quatorze) seria também um milagre para o rei Achaz, Acaz, sobre o que D'us falou para ele nos versos seguintes:

"Manteiga e mel comerá, quando ele souber rejeitar o mal e escolher o bem. Pois antes que o menino saiba rejeitar o mal e escolher o bem, será desolada a terra dos dois reis (Retzin (Rason), rei da Síria, e Phecach (Facéia), filho de Remaliahu (Remalias), rei de Israel - Yeshayah, Isaías 7:1) perante os quais tu tremes de medo." (Yeshayah, Isaías 7:15,16).

O filho de Yeshayahu, Isaías com uma profetisa faz alusão ao Mashiach:

Ainda sobre esse sinal que o Eterno deu para o rei Acaz, foi dito que esse menino que nasceria da virgem, supostamente seria do próprio rei Acaz. Mas isso não se pode afirmar com certeza, pois se trata de apenas uma suposição, como essa outra que se segue:

"E fui ter com a profetisa; e ela concebeu, e deu à luz um filho; e o Senhor me disse: Põe-lhe o nome de מַהֵר שָׁלָל חָשׁ בַּז, Maer-Shalal-Chash-Baz. Pois antes que o menino saiba dizer meu pai ou minha mãe, se levarão as riquezas de Damasco, e os despojos de Samária, diante do rei da Assíria." (Yeshayah, Isaías 8:3,4).

O sinal divino para o rei Acaz seria de uma virgem (Quando a profecia foi dada, referia-se provavelmente à mulher, na ocasião ainda virgem, que Yeshayahu, Isaías tomaria como sua segunda esposa, Yeshayah, Isaías 8:1-4) que conceberia um filho, que não teria mais que 12 (doze) ou 14 (quatorze) anos antes de Israel e Síria serem capturados pela Assíria. A virgem da profecia de Isaías é um tipo da virgem Miriam, Maria, que, pelo Ruach ha Shem, o Espírito do Eterno concebeu milagrosamente a Yeshua ha Mashiach (veja Mt. 1:23).

O Mashiach e as duas casas de Israel:

O Mashiach seria para os seus לִמֻּדָי, limuday, discípulos como um santuário (Yeshayah, Isaías 8:14,16,18; Yochanan, João 2:19,21,22; Apocalipse 21:22) e para às duas casas de Israel (Reino do Norte - Israel e Reino do Sul - Judá) ele seria como pedra de tropeço, e rocha de escândalo (Mateus 21:42,43; Romanos 9:32,33); e de laço e rede para os moradores de Jerusalém (Lucas 19:28,37-48), conforme texto abaixo:

"Então ele vos será por santuário; mas servirá de pedra de tropeço, e de rocha de escândalo, às duas casas de Israel; de armadilha e de laço aos moradores de Jerusalém. E muitos dentre eles tropeçarão, e cairão, e serão quebrantados, e enlaçados, e presos. Ata o testemunho, sela a lei entre os meus discípulos. Esperarei no Senhor, que esconde o seu rosto da casa de Jacó, e a ele aguardarei. Eis-me aqui, com os filhos que me deu o Senhor; são como sinais e portentos em Israel da parte do Senhor dos exércitos, que habita no monte Sião." (Yeshayah, Isaías 8:14-18).

Noutros textos (Is. 9:1-6; 11:1-9), Isaías desvendará com mais precisão determinados aspectos da salvação trazida por esse menino. Estas profecias são uma expressão do messianismo real, já esboçado pelo profeta Natan (2 Sm 7), e que será retomado mais tarde por Mq. 4:14; Ez. 34:23; Ag. 2:23 (cf. Sl. 2; 45; 72; 110). Será por meio de um rei descendente de David, que D'us dará a salvação ao povo; é na permanência da linhagem davídica que repousa a esperança dos fiéis do Eterno.

Portanto, a promessa de D'us ao rei Achaz, Acaz do nascimento de um menino de uma jovem, ainda no seu reinado, como sinal de que os reinados de Retzin (Rason), rei de Aram (Síria) e Phecach (Facéia), rei de Israel seriam destruídos antes que esse menino soubesse rejeitar o mal e escolher o bem, além de ser um sinal literal, também é profético com relação ao nascimento do Mashiach, de uma virgem.

Yeshua ha Mashiach nasceu de uma virgem chamada Miriam. Em Matetiahu, Mateus. 1:22, 23 é declarado ser esse fato o cumprimento da profecia de Yeshayahu, Is. 7:14. A passagem tem uma dupla referência, pois se trata em primeiro lugar do nascimento de uma criança segundo o simples curso da natureza - e, em segundo lugar, da encarnação miraculosa de Yeshua ha Mashiach, o filho do Eterno. Parece ser esta a interpretação mais natural, visto como a profecia evidentemente designa duas coisas:

a) Um acontecimento próximo:

O nascimento da primeira criança era um penhor da libertação próxima.

b) E um outro mais afastado, porém mais glorioso:

O nascimento do Mashiach, Messias, o qual se constituía num outro mais maravilhoso penhor de uma outra maior libertação. É neste cumprimento mais elevado da profecia que se torna evidente a propriedade do termo ‘virgem’ e a inteira significação do nome Emanuel (Mt. 1:23 - Lc. 1:35 - Jo. 1:14).

Portanto, o Eterno tem um Filho. E o seu nome é Yeshua, a própria SALVAÇÃO do Eterno personificada no Mashiach, o Ungido Salvador - um judeu que viveu há dois mil anos, o qual, foi enviado pelo Eterno, para ser o verdadeiro Cordeiro de D’us, para expiação de nossos pecados. Ele é também D’us conosco (Emanuel).

E você amigo, israelita ou não israelita que leu essa mensagem, já reconheceu Yeshua como seu Redentor e Salvador? Se a resposta for não, saiba então que hoje é o tempo aceitável de pertencer também a Ele, pois somente assim você poderá desfrutar da vida eterna que só Ele tem para dar. Ele provou que tem poder sobre a morte, pois venceu a morte, quando o Eterno o ressuscitou e lhe deu as chaves da morte e do sheol (Apocalipse 1:18), e agora está no céu à direita de D'us.

E ele voltará algum dia, mas dessa vez Ele não virá mais como um cordeiro, sinal de mansidão; porém como o Leão da Tribo de Judá, que venceu e reinará sobre o trono de Davi, seu pai, sobre todo Israel e sobre todas as nações (goym). Mas para você herdar essa vida eterna, se faz necessário que se arrependa de seus pecados e peça perdão ao Eterno no nome de Yeshua, renunciando a velha natureza pecaminosa e recebendo uma nova, perfeita, santa e agradável a Ele, para que você seja verdadeiramente uma luz neste mundo de trevas espirituais.

Yeshua não virá mais para ser julgado e sim para julgar e reinar, porque o Eterno exaltou o nome de Yeshua sobre todo nome e estabeleceu Yeshua como o Rei dos reis e Senhor dos senhores. (Atos 4:12; Filipenses 2:9; I Timoteo 6: 15).


Poderia citar ainda muito mais referências ao Mashiach, Messias inclusive na Torah, como por exemplo:

1) Em Gênesis 3:15 - a semente da mulher (Eva) ou o descendente que feriria a cabeça da serpente (Satanás).

2) O profeta semelhante a Moises. (Devarim, Deuteronômio 18: 15,18).

3) O Messias (Mashiach) que viria como ben Yosseph, o filho de José, o qual foi vendido pelos próprios irmãos, a semelhança de Yeshua que foi rejeitado pelo seu próprio povo. Mas que voltará como Rei, Salvador e Senhor sobre toda a Terra. E dessa vez como ben David, o filho de Davi.

4) E por último, como Cohen Hagadol Leolam Vaed , o Sumo Sacerdote Eterno segundo a ordem sacerdotal de Malkiy-Tzedeq, Melquisedeque, a quem Avraham (Abraão) deu o dízimo e de quem recebeu a benção, pão e vinho. (Gênesis 14: 18-20 / Salmo 110:4). O significado do nome Malkiy-Tzedeq é Rei de Justiça, que faz alusão ao Mashiach e ao seu reino de paz e justiça.

E poderíamos ainda citar outras referências, porém cremos que o exposto aqui, já é mais que suficiente para que qualquer pessoa seja qual for sua nacionalidade, judaica ou gentílica, seja iluminada e convencida pelo Ruach ha Shem, o Espírito do Eterno de que Yeshua é o Mashiach prometido em todo o Tanakh.

Por fim, em cumprimento ao Salmo 2: 8-12, Yeshua reinará sobre todas as nações e também sobre todas as coisas. Porque Ele humilhou a si mesmo, tomando a forma humana e sendo obediente ao Eterno até a morte, por isso mesmo o Eterno o exaltou acima de todo o nome. E quando todas as coisas estiverem sob seus pés, como diz o Salmo, então o próprio Filho se submeterá ao Eterno outra vez, para que o Eterno, nosso D’us seja tudo em todos. (I Corintios 15: 24-28).

Barukh Atá Adonay Eloheinu Melech ha olam ve barukh Yeshua ha Mashiach ben David Melech Yisrael lichvod Elohim ha Av!

Bendito sejas Tu Eterno nosso D'us Rei do universo e bendito seja Yeshua ha Mashich filho de David rei de Israel para glória do Pai!

Shemá Yisrael Yeshua hu ha Mashiach!

Lehitraot.

פולוס וואלי ✡

Nota sobre minha assinatura:

"Origem judaica dos sobrenomes Valle, Vale.

פולוס - Polos / Paul / Paulo

וואלי - Valley / Valle / Vale

Porque o meu sobrenome Vale deveria ser com duas letras "L", mas por um erro do Cartório só tem uma.

Portanto, abaixo faço referência a um Rabino de renome com esse sobrenome Valle (וואלי):




Postar um comentário